INSPEÇÃO DE SEGURANÇA INICIAL, PERIÓDICA E EXTRAORDINÁRIA

Assim que um vaso de pressão é fabricado, ele passa por uma bateria de testes afim de detectar possíveis defeitos, tanto no material de fabricação, através de exames de ultrassonografia por exemplo, as soldas podem passar por exames radiográficos, afim de detectar possíveis defeitos de continuidade e o conhecido teste hidrostático. Estes requisitos são determinados pelo projetista do equipamento e fazem parte do processo de inspeção inicial.

A inspeção de segurança periódica é uma exigência da norma NR-13 e seus intervalos são regidos pela categoria do vaso. Neste exame é verificado os estados interno e externo do vaso, ficando à cargo do profissional habilitado aplicar algum teste adicional, além da obrigatoriedade do teste hidrostático.

A inspeção de segurança extraordinária se faz necessária sempre que o vaso sofrer alguma modificação física, no processo ou no layout de instalação e os requerimentos para realização deste exame ficam à cargo do profissional habilitado.

 INSPEÇÃO DE SEGURANÇA INICIAL, PERIÓDICA E EXTRAORDINÁRIA